Cosme e Damião
Cantinho de

Cosme e Damião

Click here to edit subtitle

É TEMPO DE IBEJADA!

Em setembro temos o dia de Cosmo e Damião; em outubro, dia das crianças e também de Crispim e Crispiniano – santos irmãos que, assim como Cosme e Damião, também foram sincretizados em alguns Candomblés do passado com os Orixás Ibejis e, por extensão, passaram a representar os Erês e todas as Crianças Espirituais. Que, na Umbanda, representam a pureza, a inocência, a humildade do início, do aprendiz que dá os primeiros passos.


São Espíritos elevados que optaram pela roupagem infantil, cujos trejeitos, candura e simplicidade ajudam a derrubam barreiras, lhes dando a chave para chegar mesmo a corações mais fechados e destrancar os grilhões do rancor, para que suas mensagens possam ser recebidas e assimiladas.


Pela influência do sincretismo com Cosme e Damião, que eram médicos, as Crianças são consideradas nossos “pequenos doutores”. Médicos da alma, especialistas em acabar com a mais graves das doenças: a tristeza.

Em seus tratamentos, elas receitam sorrisos, alegria, esperança! Prescrevem doses diárias da mais pura simplicidade. Nos orientam a viver o agora, desfrutando esse presente (!) valioso que recebemos de Zâmbi como uma criança desfruta o prazer do brinquedo novo: completa e imperturbavelmente, sem se preocupar com o que está por vir.


Segundo a bíblia, o Cristo afirmou que “aquele que não receber o Reino de Deus como uma criança, não entrará nele”. Ou seja, a felicidade é daqueles que confiam antes de tudo; não julgam aparências ou conveniências: têm seus amigos pela simples afinidade e não com segundas intenções; não guardam rancores, do contrário, estão dispostos a perdoar e recomeçar.


As Crianças nos ensinam que as palavras mais simples são as mais eficazes; que tudo pode ser fonte de alegria, basta olharmos para as coisas sem as lentes da amargura e da desconfiança. Eis o exemplo das Crianças: um simples sorriso é uma porta escancarada para uma nova amizade; é preciso crer na bondade de todos antes de tudo; e rancores nos privam de novas brincadeiras, descobertas e sorrisos.


Que a certeza da continuidade, a alegria do novo começo, a felicidade da nova oportunidade que as Crianças nos trazem seja uma constante em nossas vidas.


Salve as Crianças, donas do nosso Cantinho!


Oni Beijada!